Sabemos o que é Saúde?

Abaixo, trechos da Constituição da Organização mundial da Saúde (OMS/WHO-1946):

  • “A saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doenças ou de enfermidades.”

  • “A saúde de todos os povos é essencial para conseguir a paz e a segurança e depende da mais estreita relação dos indivíduos e dos Estados.”

  • “A extensão a todos os povos dos benefícios dos conhecimentos médicos, psicológicos e afins é essencial para atingir o mais elevado grau de saúde.”

  • “Uma opinião pública esclarecida e uma cooperação ativa por parte do público são de uma importância capital para o melhoramento da saúde dos povos.”

Observo hoje que a Saúde é um dos maiores desejos da humanidade, mas será que sabemos o que é Saúde? E mais… será que mobilizamos nossas energias e talentos para gerar Saúde à nós mesmos e ao ambiente que nos cerca?

A cerca de 15 anos atrás, através de um dos livros escritos pelo psicanalista e filósofo Norberto Keppe (ao qual sou muito grato por suas ideias), tive o primeiro contato com o conceito onde a doença não seria algo contrário a Saúde, mas sim uma diminuição ou ausência dela. É simples… assim como a sombra é a ausência da luz, o desequilíbrio é a ausência do equilíbrio, a doença nada mais é que uma ausência da Saúde.

Podemos ter vários níveis de Saúde, à medida que este nível abaixa, chegamos mais próximos e podemos entrar em uma zona a qual conhecemos como doença (nas suas mais variadas manifestações).

O que me preocupa hoje, é a excessiva atenção que damos ao que chamamos de doença quando comparada a negligência que temos com nossa Saúde. As filas nos hospitais, os gastos astronômicos com a industria da doença através do consumo cada vez maior de medicamentos, as desigualdades sociais, a violência urbana e o estado de medo e revolta predominante em grande parte da população, mostram que ainda não entendemos o que é Saúde, e se entendemos, não estamos canalizando nossa energia para obtê-la. Pois bem… para entender melhor isso, falemos então sobre a Saúde.

O que reflete um bom nível de Saúde em nós é o estado de bem-estar que carregamos… bem-estar físico, mental e social e não simplesmente a ausência de doenças, e para chegarmos a este nível é importante sabermos que a Saúde está apoiada em alguns pilares. Considerarei aqui quatro pilares. São eles: o pilar físico, o pilar mental emocional, o pilar social e o pilar espiritual.

PILAR FÍSICO:
Neste pilar estão os assuntos relacionados ao sono, à alimentação e aos movimentos. A prioridade aqui começa com o “sono”, ou seja, dormir bem e de forma natural é fundamental para cultivarmos a Saúde. A questão não é apenas as horas de sono, pois esta varia de pessoa para pessoa, mas a qualidade do sono; se tudo está bem neste quesito, a pessoa acorda pela manhã disposta e cheia de energia. Uma alteração no sono pode afetar qualquer um dos outros pilares, e por sua vez um desequilíbrio em qualquer uma das outras áreas também pode afetar o sono. Estes pilares da Saúde a que me refiro estão sempre conectados.

A alimentação por sua vez, é uma das principais formas de absorvemos a energia que utilizamos em nosso dia-a-dia, sem ela, nosso corpo para. Há até quem diga que somos aquilo que comemos. Encontrar os alimentos que te fazem bem, comê-los na hora certa e na dose certa, é uma arte que deve ser encorajada a aqueles que buscam a Saúde.

E por último, o movimento… tudo que é vivo se movimenta, o universo está em constante movimento, e nós como parte dele também estamos. Podemos influenciar nosso estado de saúde através do equilíbrio entre os vários movimentos do corpo, nem muito, nem pouco, simplesmente o equilíbrio entre eles. Há uma infinidade de movimentos possíveis e aquele que faz bem à uma pessoa, pode não fazer bem à outra. Atualmente tendemos a ter uma vida sedentária, passamos horas na mesma posição, trabalhamos muito alguns movimentos e nada outros, isso gera desequilíbrios e afeta nossa Saúde, o sedentarismo gera a necessidade de atividade física complementar, que trabalhe aqueles movimentos que pouco utilizamos em nossa rotina e relaxe aquelas partes do corpo excessivamente trabalhadas.

Toda busca de Saúde é também uma busca pelo alto conhecimento, e nosso corpo físico é uma valiosa ferramenta para nos conhecermos, seja através de nossos hábitos alimentares e de sono, como também por nossos hábitos de movimento, tais hábitos nos moldam e formam quem somos hoje.

PILAR MENTAL EMOCIONAL:
Pensamento e emoção estão intimamente ligados… se você pensar em um animal de estimação ou em uma pessoa muito amada, relembrando um momento bom que tiveram juntos, perceberá que o sentimento que acompanha essa lembrança é um sentimento de amor, de felicidade ou algum outro que identificamos como bom, e é possível que outras lembranças boas lhe venham à mente motivadas por esse sentimento. Mas agora, se você lembrar daquele noticiário que assistiu ontem, que falava de um assassinato ou de mais uma corrupção política, é possível que o sentimento gerado seja algo ligado ao medo, revolta ou algum outro que identificamos como ruim, e logo sua mente começará a procurar mais eventos que alimentem esse pensamento.

Pois bem… existem pensamentos e sentimentos que aumentam seu nível de Saúde e outros jogam sua Saúde lá para baixo. Por exemplo, amor, paz, felicidade, serenidade e gratidão são sentimentos que te equilibram e estão em harmonia com a Saúde; ao passo que medo, revolta, tristeza, ansiedade e raiva, quando em excesso acabam com ela.

PILAR SOCIAL:
Considero aqui a sua relação com tudo que está a sua volta. Como está sua relação com a família? Com os parentes e amigos? Como está sua relação no trabalho? Com o lugar onde vive? Sua relação com você mesmo, como está? Pode ter certeza que tudo isso influencia muito sua Saúde.

PILAR ESPIRITUAL:
Esse pilar não trata de nenhuma religião, ou se você vai ou não a uma igreja, simplesmente ele diz que não somos nosso corpo. Diz que estamos em uma experiência corporal e temos um propósito nesta vida. A vivência e o alinhamento com esse propósito fortalecem esse pilar e sustenta nossa Saúde. De forma geral, existe um propósito comum a todos aqui, que é o de aprender e evoluir, além disso todos nós carregamos algum talento, e é muito saudável descobrirmos e utilizarmos tal talento para facilitar a evolução dos que estão a nossa volta. É como se cada um tivesse um caminho a percorrer… encontrar e se manter nesse caminho é sinônimo de Saúde.

Esses pilares sustentam nossa Saúde e proporcionam uma complexidade à ela. A Saúde é tão complexa que foge do domínio de qualquer profissional… então se você está esperando que seu médico, seu fisioterapeuta, seu psicólogo, seu terapeuta holístico, seu nutricionista, seu mestre espiritual, etc.… te deem Saúde… esqueça! Eles não podem! Você é o único que pode conquistar sua Saúde! E quando estiver focado em conquistá-la, encontrará muita gente que te facilitará este processo, inclusive os profissionais acima descritos.

A Saúde embora complexa, é uma só! No lugar de gastar toda sua energia prevenindo inúmeras doenças, o recomendado é focar na Saúde. Um estado de Saúde plena exclui naturalmente todas as doenças. Não digo aqui para você deixar de fazer seu “checkup” anual, mas quero que você tome consciência que para a Saúde, isto não é o principal, o importante é que você trabalhe os pilares que mencionei acima.

Quando estiver doente ou com alguma lesão, procure um bom profissional da área e ele te ajudará a sair da zona de doença, mas junto com isso e principalmente quando não estiver mais doente, procure elevar seu nível de Saúde revendo todos os pilares que te sustentam, se vários pilares estiverem abalados, comece equilibrando aquele que você julga mais comprometido ou aquele que no momento está mais ao seu alcance de ser trabalhado. Lembre-se: a sua Saúde precisa ser conquistada a todo momento, e só você pode conquistá-la.

Procure se perguntar e responda a você mesmo com sinceridade:

  • Você dorme bem? Sem remédios? Acorda bem e renovado?
  • Como é sua alimentação? Para que que você come? Para se restaurar e se equilibrar? Ou para obter prazer? Ou então para preencher o vazio que sente? Costuma comer muito “alimento” industrializado ou “Fastfood”?
  • Costuma fazer alguma atividade física? Se sente bem com ela ou ela te gera dores?
  • Tem consciência de qual sentimento é seu ponto fraco? Qual sentimento você precisa trabalhar? Qual sentimento aquela pessoa, situação ou lugar desperta em você? É medo? É raiva? É ansiedade? É tristeza? É revolta? O que é? E aquele programa de televisão ou da internet, que sentimento desperta em você?
  • Você pratica a gratidão?
  • Você tem contato com o sentimento de paz?
  • E seu pensamento?… Está focado no que acontece agora ou está preso no que aconteceu ontem? Talvez ele esteja no que vai acontecer amanhã? Ora… A Saúde você encontra no momento presente; você pode procurar, mas nada vai encontrar de Saúde se sua mente permanecer presa no passado ou vagando pelo futuro.
  • Você consegue acalmar seu pensamento? Ou ele é como um cavalo desembestado que não para de correr?
  • Você tem consciência de qual sentimento cada pensamento te gera?
  • Tem alegria no convívio com sua família?
  • Está satisfeito com seu trabalho? Se sente útil lá? Trabalha honestamente?
  • Possui amigos? Mantem contato com eles?
  • Gosta do lugar onde vive?
  • Tem contato frequente com a natureza? (Lembre-se que somos parte dela).
  • Possui momentos de silêncio e reflexão?
  • Você busca se conhecer? Busca saber qual é o seu lugar neste mundo? Se pergunta qual é o seu propósito nesta vida?
  • Tem consciência de quais são as coisas que do fundo do seu coração, você realmente considera importantes?
  • Você segue o que acredita? O que você acredita te faz bem?
  • A simples ideia da morte te causa angustia e medo? Talvez você nem goste de refletir sobre esse assunto e viva como se ela não existisse ou então canaliza todas as suas energias para evitar todas as possíveis causas de morte e fica sem tempo para viver… e para cultivar sua Saúde.

Espero que você entenda agora que a faixa da doença é o nível mais baixo de Saúde que existe, que neste nível entramos em um estado de emergência de cuidados.

Sendo assim, se continuarmos com a ideia que investir na área da saúde é somente investir em hospitais, médicos, planos de saúde e medicamentos, e continuarmos a negligenciar o investimento nos níveis mais altos da Saúde, fatalmente contribuiremos para que mais e mais pessoas fiquem doentes.

Pode parecer então que a Saúde está muito distante e que é impossível conquistá-la em sua plenitude… não se preocupe com isso ou com em qual nível de Saúde você está… se preocupe apenas em caminhar em direção a ela.

Lembre-se que a bússola sempre aponta para o norte magnético do planeta, e mesmo tão distante ele nos serve como guia.

Saúde para você e boa caminhada!

Vinicius Cillo